Contos e terapia narrativa: possibilitando novas conversas

  • Ana Luiza de Faro Novis
Palavras-chave: contos, terapia narrativa, externalização, reautoria

Resumo

Este artigo tem por objetivo apresentar uma experiência posta em prática pela terapeuta ao utilizar um conto de sua própria autoria no atendimento clínico com a Terapia Narrativa. Por meio dessa ferramenta, foi observada a possibilidade de favorecer a externalização e as conversas de reautoria através da reflexão sobre questões e dilemas vividos pelos personagens da ficção. De forma leve e lúdica a conversa se desenvolve orientada pela imaginação e pela ressonância com a historia de vida do cliente. São apresentados dois casos clínicos em que foram abordados o mesmo conto de minha autoria, a saber “O Passarinho e a Gaiola".

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Luiza de Faro Novis

Psicóloga clínica, especialista em saúde mental infantojuvenil e terapeuta de família, Rio de Janeiro, Brasil. 

Referências

Billington, K. (2015). Why should children have all the fun? How a folktale might open a doorway into narrative re-authoring conversations with adults. Dissertação apresentada no Master em Terapia Narrativa e Trabalho Comunitário, Universidade de Melbourne, Austrália.

Denborough, D. (2014). Retelling The Stories of our Lives. New York, NY: W. W. Norton.

Epston, D. (1988). The story of dory the cat. Australian & New Zealand Journal of Family Therapy, 9, 3, 1988, 172-173. Disponível em: http://www.narrativeapproaches.com/narrative%20papers%20folder/dory.htmAcesso em: 13 abr. 2016.

Feldman, C. & Kornfield, J. (1994). Histórias da Alma Histórias do Coração. São Paulo: Pioneira Editora, 1994.

Lispector, C. (2010). Crônicas para Jovens de Escrita e Vida. Rio de Janeiro: Editora Rocco Jovens Editores.

Morgan, A. (2007). O que é terapia narrativa?: uma introdução de fácil leitura. Porto Alegre: Centro de Estudos e Práticas Narrativas.

Novis, A. L.; Abdalla, L. H. (2013). A despensa da vida. Revista Nova Perspectiva Sistêmica. Rio de Janeiro , RJ, n.45, p.25-33, abril 2013.

White, M. (1995). Re-authoring lives: interviews & essays. Adelaide, Australia: Dulwich Centre Publications, p. 30.

White, M. & Epston, D. (1990). Narrative means to therapeutic ends. New York, NY: W. W. Norton, 1990.

White, M. (2012). Mapas da prática narrativa. Porto Alegre: Brasileira, 2012.

Como Citar
Novis, A. L. de F. (1). Contos e terapia narrativa: possibilitando novas conversas. Nova Perspectiva Sistêmica, 25(55), 7-18. Recuperado de https://revistanps.com.br/nps/article/view/132
Seção
Artigos