Meios-irmãos e irmãos não consanguíneos: a fratria recomposta na perspectiva de padrastos/madrastas

Laura Cristina Eiras Coelho Soares

Resumo


Este artigo é parte de uma investigação
sobre famílias recasadas e teve como objetivo
destacar o tema das fratrias recompostas.
Para tal, como percurso metodológico, optou-se
pelo levantamento bibliográfico e pela realização
de entrevistas semiestruturadas com padrastos
e madrastas. Os resultados obtidos a respeito
dessa temática foram organizados em três categorias:
projeto de ter ou não ter filhos na relação
atual; a chegada do meio-irmão; diferença ou
igualdade na relação com os filhos e enteados.
O nascimento do filho, fruto da relação vigente,
pode promover uma alteração do lugar do padrasto/
madrasta na estrutura familiar, criando-se um
elo permanente com os enteados. A ênfase dada
pelos entrevistados em não diferenciar o cuidado
com os filhos e os enteados pode ocultar as necessidades
particulares presentes nessa configuração
familiar.

Palavras-chave


psicologia, irmãos, família, padrasto, madrasta

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia

A revista Nova Perspectiva Sistêmica é publicada pelo Instituto Noos São Paulo.

Está indexada por Latindex, DOAJ, Clase, BVS-PSI, PePSIC e MIAR Universitat Barcelona, tem conceito B3 no Qualis.